sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Correio Sentimental - O Belo Adormecido


Uma leitora desesperada envia-nos um pedido de ajuda para um colega sonolento. Peça também a minha ajuda para diariodemarilu@gmail.com .


"Querida Tia Manana

Ando, há tempo, para lhe escrever, hesitando entre a necessidade de um conselho seu e a probabilidade de o visado ser um seu leitor .
Mas hoje, correndo o risco de ver cair em cima de mim um homem de quase dois metros, decidi-me. Pior é impossível!
Pois aqui vai. Na minha empresa, divido gabinete com um colega, a entrar nos 40 anos, alto, magro, boa figura, cabelo precocemente grisalho.
Quando cheguei à empresa convidou-me para tomar um café, convite que achei muito simpático porque era nova na casa e que interpretei como um gesto de boas-vindas ao serviço e à sala. Mal chegado o café à mesa, contou-me que tinha graves problemas de sistema nervoso, que era muito infeliz no seu casamento e que a mulher lhe batia.Comecei por ficar aflita com os tais problemas de sistema nervoso, temendo que pudesse sobrar para mim. Mas quando me disse que a mulher lhe batia, a ele, àquele matulão de quase 2 metros, pensei com os meus botões - "se sais da linha, em vez de levar da mulher passas a levar da mulher e da colega!".
Que isto, Tia Manana, já vi que há por aí de tudo! Quem leve porque não tem alternativa, de quem eu tenho muita pena, e quem leve porque gosta! E a esses só se perdem as que caiem no chão.
Depois desse café, entendi que estava a ser prevenida do que a casa gastava pelo que decidi tomar as minhas percauções - pouca conversa para não provocar nenhum problema do sistema nervoso ou para não ter de subir para uma cadeira para lhe dar uns estaladões.
O tempo tem passado, e de manhã digo bom dia e enfio os auscultadores do mp3 nas orelhas para não dar motivos a conversa e para não ter de ouvir as discussões com a mulher que acabam sempre com ele a pedir perdão ( e não há-de a mulher bater-lhe se está mesmo a pedir!).
De há um mês a esta parte, está calado, não fala, não se mexe. Dorme! Chega, põe as mãos debaixo do rabo e adormece inclinando o corpo para a frente. Confesso que da primeira vez dei um grito porque julguei que estava morto. Adormece no meio de uma frase, de caneta na mão, adormece virado para o computador, no meio dum cálculo, adormece de dossier na mão, a meio de uma leitura. Dorme. De vez em quando levanta-se da secretária, dá três voltas cambaleantes pela sala e volta a sentar-se. E aí é que é o meu medo - que caia para cima de mim que me fico pelo 1,57 m, sem saltos, e pelos 53 kg! Também tenho medo que lhe dê uma coisa má, sempre que acorda estremunhado porque alguém entrou no gabinete ou porque o meu telefone toca. O que faço ? Conto ao chefe (acho feio)? Bato palmas ? Ponho o telemóvel no despertar? Sugiro-lhe que vá dormir para a casa de banho (acho que já vai)?

Tia Manana, por favor, arrange-me uma solução!


Gracinda"


Querida Gracinda,


Parece-me que sofre de um caso de "Belo Adormecido". Há várias soluções: cantar bem alto as músicas que ouve no seu leitor de mp3, pôr o seu telemóvel a despertar, bater com as gavetas da secretária ou oferecer-lhe café. Porém, penso que, talvez, o seu colega, insatisfeito com a relação com a mulher que tem em casa, procura chamar a atenção do seu coraçãozinho. Já pensou em acordá-lo com um beijo? Resultou com a Bela Adormecida e olhe que foram felizes para sempre...


Desejos de Felicidades

Tia Manana




2 comentários:

Vasco (vemanuelas@gmail.com) disse...

Ok, Ok, eu prometi que ia fazer greve a blogs mas vou abrir uma excepção! :)

Caríssima Leitora desesperada mas não em desespero...já pensou porque o Belo Adormecido dorme tão pouco? Será que pernoita: num vão de escada? no arrumos da porteira e eventualmente com uma grande dor de costas devido às prateleiras? fazendo companhia a dois patos Reais num dos jardins da Glubenkian?

Sugiro: façam uma coleta aí na empresa para ajudar o Príncipe a pagar a diária numa pensão baratinha até que a situação se resolva...sim...porque em breve retornará pois a mulher ainda vai sentir a sua falta ;)

PS: desconfio que as tarefas domésticas estão todas por fazer, é que ter marido sai muito mais barato ! :P

Get Real! disse...

"Bater com as gavetas da secretária"... Adorei! LOLOL
Parabéns, o blog está cada vez mais giro!

Arquivo do blogue