segunda-feira, 18 de agosto de 2008

SILVER GIRL


...ganhou a medalha de Prata. Ficou em segundo lugar, apesar de ter tido o pai sempre aos berros a acompanhar a prova: "É a sofrer até ao fim, Bánessa!". Se eu estivesse nos Jogos Olímpicos tenho a certeza que a minha mãe também era menina para me cantar o Pintaínho d'Ouro - uma música infantil que me cantava quando eu era pequenina e que canta sempre que me tenta envergonhar. Parabéns, Vanessa Fernandes!

4 comentários:

Thumbelina disse...

Perosinho é uma espécie de dr. Jekyll & Mr. Hyde dos arrabaldes citadinos portugueses: deu ao mundo a Floribela, mas redimiu-se com a Banéssa Fernandes ...

Mãe disse...

Não, Filha, não era a melhor altura para te cantar o Pintainho d´Ouro, mas para te berrar, bem alto, que a vida é dura e que "É a sofrer até ao fim!". É dessa massa desses país e desses filhos que fazem os vencedores. Aliás, já não é a primeira vez que me ouves berrar "È a sofrer até ao fim, Banessa!"
Grande Banessa!

Mr. MyShadow disse...

Ganda Bánessa!

Anónimo disse...

Na decada de 50 no Rio de Janeiro (tenho 58 anos) fui ensinado a cantar o Pintainho d'Ouro e isso retornou ontem à minha consciência (28 de fevereiro de 2009). Você pode me informar a letra completa da música? Sabe alguma coisa sobre a sua origem? É comum até hoje cantá-la para crianças em Portugal? Acabo de ver que sua mãe escreveu sobre isso... será que ela pode ajudar? Muito obrigado, servulo figueira, servulo@unisys.com.br

Arquivo do blogue