quarta-feira, 11 de novembro de 2009

São Martinho


Reza a lenda que um cavaleiro romano estava a fazer ronda quando viu um velho mendigo quase nu, cheio de fome e de frio, num chuvoso dia de Outono. O cavaleiro, solidarizando-se com o mendigo, cortou a capa ao meio com a espada e ofereceu-lhe uma metade. Nesse momento, a chuva parou e o dia ficou quente e solarengo.


Aprendemos esta história em pequenos, quando festejávamos o dia de S.Martinho na escola, com um carbicídio colectivo e devo dizer que sempre me fascinou - a lenda, não empanturrar-me de castanhas. Decidi fazer várias actualizações da história para vos mostrar a degradação moral dos tempos modernos.




VERSÃO 1


Reza a lenda que um cavaleiro romano estava a fazer ronda quando viu um velho mendigo quase nu, cheio de fome e de frio, num chuvoso dia de Outono. O velho disse: "Por favor, estou cheio de frio, tem alguma coisa que me possa dar para me aquecer?". Martinho respondeu: "Tira os olhos da capa, que é da Burberry's!".




VERSÃO 2


Reza a lenda que um cavaleiro romano estava a fazer ronda quando viu um velho mendigo quase nu, cheio de fome e de frio, num chuvoso dia de Outono. O cavaleiro, solidarizando-se com o mendigo, cortou a capa ao meio com a espada e ofereceu-lhe metade. Neste momento, saem três fulanos encapuzados de trás de um arbusto, com uma moca na mão, espancam Martinho até o deixar inconsciente, roubam-lhe as roupas e fogem com o cavalo - o primeiro episódio de horsejacking da História.




VERSÃO 3


Reza a lenda que um cavaleiro romano estava a fazer ronda quando viu um velho mendigo quase nu, cheio de fome e de frio, num chuvoso dia de Outono. O cavaleiro, solidarizando-se com o mendigo, pegou na espada para cortar a capa ao meio, mas o mendigo interrompeu-o e disse: "ó chefe, não me pode dar antes uma moedinha de 2 euros?".


VERSÃO 4


Reza a lenda que um cavaleiro romano estava a fazer ronda quando viu um velho mendigo nu, cheio de fome e cheio de frio, num chuvoso dia de Outono. O cavaleiro, solidarizando-se com o mendigo, cortou a capa ao meio com a espada e ofereceu metade ao mendigo. Nesse momento, o dia ficou quente e solarengo. Corta para: Al Gore a aparecer detrás de um arbusto para fazer uma palestra sobre o aquecimento global.


Este post é dedicado a Mamãe, no seu dia de anos.

3 comentários:

Pedro disse...

Parabéns à Mãe. E ao regresso mais regular da Manana!

Pedro disse...

Parabéns à Mãe. E ao regresso mais regular da Manana!

Fernando Lucas disse...

é a altura do ano que o planeta terra se aproxima mais da cintura de asteróides, embora sejam pequenos eles são muitos o suficiente para reflectir luz(calor) do sol... tá desfeito?