sexta-feira, 10 de julho de 2009

Michael Jackson: A Teoria da Conspiração


Jacko deixou-nos cedo, demasiado cedo para acreditarmos que ele de facto partiu. Depois das cerimónias fúnebres, começam a nascer as teorias da conspiração, teorias essas que defendem que Michael Jackson não está a fazer o moonwalk na Lua, mas a usufruír dos seus rendimentos póstumos numa qualquer ilha deserta. Qual é a vossa teoria da conspiração? Enviem para diariodemarilu@gmail.com .


A teoria principal é que Michael Jackson terá visto o caso de Elvis Presley e terá chegado à conclusão que poderia render mais depois de morto. Com a sua morte, a sua reputação levaria uma ligeira "limpeza" e seria lembrado para sempre como um ícone - e os ícones morrem novos, tal como aconteceu com James Dean, Marilyn Monroe, Elvis Presley, Dino Meira, Jim Morrison, etc.


Variante A

Esta variante da teoria foi defendida por uma amiga de um amigo meu, ontem, enquanto comíamos sushi num daqueles restaurantes chineses que se fazem passar por japoneses. A Patricia defende a teoria principal e adianta que tudo nasceu de uma brincadeira. Alguém disse ao Jacko: "Olha, se calhar já rendias mais morto que vivo". Jacko decidiu pôr um plano em práctica. Subornou a polícia de Los Angeles e a Patricia defende até que Obama sabe de tudo e, confrontado com o esquema de Michael disse "Yes, we can".

As crianças sabem de tudo: convenceram a filha Paris a fazer o número no final do memorial e a míuda foi quase obrigada - avó ajeitava o microfone e a tia dizia "Speak up, child!", quase como uma ordem. A míuda fez um gesto com as mãos nas orelhas, típico de quem não está a ouvir bem uma coisa que lhe estão a dizer num auricular. A seguir começou a chorar, mas nunca ninguém viu lágrimas porque escondeu a cara no peito da tia Janet.


Variante B

Esta é a minha teoria e, por isso, tinha que ser mais disparatada. Em 1993, LaToya Jackson acusou o irmão de ser pedófilo, apesar de mais tarde retirar o que disse. A minha teoria é que o Jacko nunca ultrapassou a traição da irmã e, aproveitando a semelhança física entre os dois, fez "desaparecer" a LaToya e agora vive disfarçado da sua própria irmã, levando a cabo o plano da teoria principal - o do render mais morto que vivo.

E mais: Jacko assistiu ao seu próprio funeral. Reparem na imagem: a LaToya tem um chapéu que lhe cobre a cara por completo...

4 comentários:

fernando mateus disse...

Já começo a acreditar ;))

Mamãe disse...

Não metas o James Dean que morreu com 24 anos, a Marilyn com 36, ou Jim Morrison com 28, no mesmo saco de um cinquentão. Aliás, LaToya já disse que o mataram porque valia mais morto que vivo (olha a descoberta!). Tendo em conta que os herdeiros são a família e o gorila (que está num lar da 3ª idade), também já se sabem quem são os assassinos.

Mamãe disse...

Confirma-se o assassino. O pai de Michael Jackson quer pôr os netos a render !

Marcos Augusto Ferreira disse...

Na minha teoria Michael Jackon
Vou empecar com uma pergunta
quem usava essas mascaras antes do aparecimento da influenza 'A'
Pois e o cinquentao hipocondriaco ja usava essas mascaras antes do aparecimento da tal doenca que ao meu modo de ver naum deixa de ser a tal da arma quimica que tanto os EUA procurava no oriente medio , mas sao deles proprio. "Olha so o dia 11 de setembro , se esses dominacem realmente as armas quimicas naum era mas facil eles soltarem essas armas la".Se os Eua resolvessem liberar essa arma quimica os maiorais dos estados com certeza saberia , incluindo nossa celebridade. que apavarado com o virus sumiu , naum foi incrivel a estoria do enterro dele ter durado 70 dias >

Arquivo do blogue