terça-feira, 26 de maio de 2009

LOVE THY NEIGHBOUR


Hoje comemora-se o Dia Europeu do Vizinho e não quis deixar de prestar aqui a minha homenagem aos meus, a todos os que eu já tive. Em primeiro lugar, e porque o dia é europeu, quero mencionar o pequeno pedaço de Europa que mora por cima de mim. Os que acham que nos outros países europeus, as pessoas são todas civilizadas, é só verem estes príncipes e princesas a atirarem beatas acesas e a cuspirem pela janela. Mas como na europa não há professores de Física de jeito, quando confrontados com a roupa dos vizinhos queimada e cuspida, dizem que não foram eles. Porque toda a gente sabe que a lei da gravidade atira com as coisas de baixo para cima e faz com que as beatas venham disparadas do terraço do primeiro andar. Eu sempre soube que o pastor-alemão do meu vizinho fumava umas cigarradas durante a noite. O ladrar dele nunca me enganou. É ladrar de quem fuma SG Gigante.

A pior vizinha que já tive é a minha do Frente, que é maluca de se internar. Durante algum tempo pôs-me cocós de cão no tapete da minha porta, e o pior é que ela não tem cão. Quando a minha vizinha do lado decidiu pintar a casa, a louca achou que se pusesse um alguidar com água e rodelas de cebola abafaria o cheiro da tinta e conseguiu. Conseguiu porque foi um Julho de calor e depois de uma semana, o cheiro da cebola apodrecida fez-nos suplicar por cheiro a tinta, de preferência correctora. Depois de lhe ter pedido para tirar aquilo dali, achei por bem juntar uma cenoura, tomate e batata ao caldinho dela.

Tive também outra vizinha igualmente insane, que achava por bem examinar o meu lixo quando a minha mãe estava fora, não fosse eu ter feito uma orgia e não a ter convidado.

O meu vizinho preferido é o meu vizinho do lado, que é quem me socorre sempre quando o meu computador dá o berro ou apresenta um comportamento estranho. O Nuno é um querido e, quando fumava, eu sabia sempre que horas eram porque tossia sempre às 2.15. Era uma espécie de cuco com catarro.

7 comentários:

Pedro disse...

A mim já me bateram à porta às nove da noite de um sábado para baixar o som da música. Ou então às onze da noite, porque eu me ria muito alto (?!)

Tuga_a_Valer disse...

Bela vizinhança tens tu. Com vizinhos assim quem precisa de inimigos.
No espirito do dia, coincidencia ou não, também eu ontem tive a visita de um dos membros do prédio. Podia era ter trazido um bolinho ou assim uma coisinha para comemorar o dia. Mas não, além de seis meses de condominio não me trouxe mais que algumas dicas de decoração... Imagina!

x disse...

E eu que pensava que você vivia na Lapa ou no Restelo... :D

Mamãe disse...

Cuidado com o que escreves. Olha que conheço os personagens e ri tanto que me ia dando um treco!
De repente vieram-me à memória as Redacções da Guidinha.

Catarina disse...

O meu vizinho é famoso e já pensei em enriquecer à custa de umas fotos bem vendidas à Caras.

Vizinho, se vens aqui ao diário da linda Manana e me estás a ler, por favor, volta a vestir aquele calção dos folhinhos que a foto ficou desfocada!

Frederico Nunes disse...

bem tenho a dizer te que não tenho nenhum vizinho choné. mas este teu texto esta de rir ate nao puder mais.

Parabéns =) (pelos anos e pelo texto)

FGP disse...

Estou aqui ao pé da minha tia que se lamenta por não te ter mandado um beijinho ontem pelo dia especial do teu nascimento. Especial, sim, pois quem escreve textos destes merece um lugarzinho de destaque nesta Terra.

Apoiado pela irmã das 17-19 :P